07/11/18 | 10:59 AM
Ação de sensibilização ambiental mobiliza moradores contra descarte irregular de resíduos e em favor de samaumeira no Educandos

Moradores das ruas e becos do bairro do Educandos, na Zona Sul, receberam na manhã desta terça-feira, 6/11, equipes de educadores ambientais da Prefeitura de Manaus para uma ação de sensibilização contra o descarte irregular de resíduos e em favor de uma samaumeira de aproximadamente 10 metros de altura existente no bairro. O foco da ação foi o trecho da Orla do Amarelinho onde está situada a árvore, plantada há cerca de 15 anos pelos próprios moradores. O descarte irregular de resíduos, feito em volta das raízes, a coloca em risco. O trabalho, desenvolvido em parceria entre as equipes de Educação Ambiental das secretarias municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e Limpeza Pública (Semulsp), teve como finalidade orientar os moradores sobre o descarte correto e orientações sobre como plantar e manter mudas.

Outra medida tomada foi a da realocação da lixeira que atende o local. O equipamento, pertencente à Semulsp, estava situado na proximidade da árvore, e por isso foi transferido para um ponto próximo, a fim de evitar o acúmulo de resíduos. Além de símbolo da Amazônia, a samaumeira tem um significado especial para os moradores da área. Foi plantada por alunos de uma escola pública em 2003, em comemoração ao Dia da Árvore, e hoje embeleza a paisagem do local, proporcionando sombra e conforto térmico para moradores e transeuntes.

“O ponto de partida para o trabalho que está sendo desenvolvido aqui, hoje, foi a preocupação e a mobilização dos moradores em torno da manutenção da samaumeira e também a presença de uma lixeira viciada no local”, explica o chefe da Divisão de Educação Ambiental da Semmas, Raimundo Araújo, lembrando que o trabalho precederá a revitalização do canteiro onde está a árvore.

A ação foi bem recebida pelos moradores, principalmente os mais antigos, como a aposentada Maria Neuza dos Santos, 76. Moradora do Educandos há quase seis décadas, ela conta que acompanhou o crescimento da árvore. “Vi essa samaumeira nascer e crescer. É uma árvore linda e muito importante para os moradores”, afirmou a aposentada. Outro morador antigo, Ivan Silva, 55, disse ser freqüente o descarte irregular de lixo no local.

“Mesmo sabendo que o carro coletor da Prefeitura passa todas as noites, as pessoas jogam o lixo a qualquer hora do dia e vem os cachorros de rua e rasgam os sacos, espalhando todos os resíduos”, conta ele. Comerciante do bairro, Carlos César Nonato da Silva, 51, é defensor ferrenho da árvore e elogiou a ação das secretarias. “Se é para melhorar a situação do bairro e preservar nossa samaúma, estaremos juntos para fortalecer a luta”, afirmou.

Além do paisagismo, serão feitas também a recomposição do canteiro e a remoção de entulhos de construção descartados no local. A Orla do Amarelinho deverá receber ainda no próximo dia 28/11, o caminhão do Projeto Pedágio Ambiental para a distribuição de mudas aos moradores da área.