21/10/19 | 9:21 AM
Fiscalização resulta em autos de interdição e multa a bares por falta de licença ambiental

A fiscalização ambiental da Prefeitura de Manaus realizou na noite desta sexta-feira,  18/10, e madrugada do sábado,  19/10, mais uma blitz de combate à poluição sonora. A ação abordou dez estabelecimentos situados na zona Centro-Sul. A operação integrada contou com a participação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Vigilância Sanitária Municipal, Batalhão Ambiental da Polícia Militar, Delegacia Especializada em Meio Ambiente (Dema), da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Juizado da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Amazonas.

A operação resultou em autos de interdição e multa a bares que já haviam sido alvo de fiscalizações anteriores, por ausência de licença ambiental. “Todos os locais abordados são alvo de denúncias e reincidentes, o que nos obriga a retornar aos locais para os devidos procedimentos”, explica o diretor de Fiscalização da Semmas, Eneas Gonçalves. Um dos estabelecimentos visitados pela segunda vez foi uma casa noturna,  que funciona em uma residência de condomínio no Adrianópolis. Os fiscais fizeram apreensão de equipamentos e lavraram auto de interdição.

Os demais bares visitados receberam autos de notificação, apreensão e multas que variaram de 51 a 251 Unidades Fiscais do Município (UFMs), o equivalente a aproximadamente R$ 5,3 mil e R$ 26 mil. A multa mais alta foi aplicada a um pub no Conjunto Vieiralves por ausência de licença. Dos estabelecimentos visitados,  apenas dois cumpriam as condicionantes da interdição e funcionavam sem uso de som, ambos também situados no Vieiralves.

Fotos – Divulgação Semmas