05/02/18 | 2:33 PM
Formação de brigada de combate ao caramujo africano chega ao Cidadão 1, na Cidade Nova

O trabalho de formação de brigadistas no combate ao caramujo africano, realizado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), chegou neste final de semana ao Conjunto Cidadão 1, na Cidade Nova 2, Zona Norte. Aproximadamente 50 pessoas, entre moradores e lideranças comunitárias do bairro, participaram da formação e se comprometeram a atuar de forma regular no controle dos focos em todas as ruas do bairro. Neste sábado, 3/02, a ação atingiu as ruas Esperança, Sonho Meu e Renascer. Ao longo das próximas semanas, as atividades continuarão sendo feitas, pelos brigadistas formados, nas demais ruas do conjunto, que possui mais de 300 unidades habitacionais.

“Essa ação é muito importante para a comunidade porque vai evitar que problemas mais graves que possam vir a acontecer por conta do contato com o caramujo africano, sobretudo as crianças que não podem fazer coleta e tem que ter orientação dos pais”, afirmou o líder comunitário Jair Trindade, presidente da Associação de Apoio às Comunidades de Manaus, presente à ação. Ele afirmou que a intenção é levar o projeto para as periferias da cidade, onde estão os maiores focos de ocorrência e, por falta de conhecimento, as pessoas se arriscam fazendo o manuseio incorreto do molusco.

O presidente da Associação de Moradores do Conjunto Cidadão 1, Robert dos Santos Ferreira, informou que a maioria das casas do conjunto têm quintal e a formação da brigada acaba colaborando também para a redução do acúmulo de lixo nos quintais das residências. “Esse tipo de ação que a Prefeitura de Manaus está trazendo para a nossa comunidade é de extrema importância porque faz com que os moradores se conscientizem de fazer a limpeza dos seus quintais e não venham sofrer no futuro as consequências”, afirmou Robert, que reside na Rua Renascer.

A comunidade participou ativamente da ação. Neide Maria de Souza, 63, moradora do conjunto, mantém a frente da sua casa limpa e lamenta o fato de muitos dos seus vizinhos não seguirem seu exemplo. “Com essa atividade, tenho certeza que as pessoas vão ter consciência de contribuir para a limpeza dos quintais e da frente de suas casas”, comentou. Essa é a 12ª formação de brigada de combate ao caramujo africano, realizada pela Divisão de Educação Ambiental da Semmas, desde o início do projeto, no ano passado. Na última sexta-feira, a formação ocorreu no Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas-Leste), no bairro Jorge Teixeira.

O chefe da Divisão de Educação Ambiental da Semmas, Raimundo Araújo, explica que as formações acontecem mediante solicitação das comunidades afetadas, por meio das lideranças comunitárias. “O objetivo é reunir sempre o maior número de moradores para podermos multiplicar cada vez mais a mensagem de combate à praga do caramujo africano e as formas corretas de erradicação”, explica. Os interessados podem ligar para 3236-8587.