31/08/18 | 9:47 AM
Prefeitura de Manaus sensibiliza população da Zona Oeste contra as queimadas

Prefeitura de Manaus realizou nesta quinta-feira, 30/8, pela manhã, a terceira ação educativa da Campanha de Combate às Queimadas 2018, com o objetivo de sensibilizar a população quanto aos malefícios causados pela fumaça proveniente da queima de resíduos. Este ano, de janeiro a agosto, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) já registrou 212 denúncias de focos de queimadas, com predominância para as zonas Norte e Leste da cidade.

A mobilização aconteceu no cruzamento das avenidas Brasil e Padre Agostinho Caballero Martin, na Compensa, zona Oeste, das 9h às 11h. Na ocasião foram distribuídas, no total, 600 mudas de espécies frutíferas, ornamentais e medicinais.

“Para se ter uma ideia, até julho deste ano tínhamos 61 registros, um número considerado reduzido, mas em apenas um mês registramos mais que o dobro de denúncias, o que confirma que agosto e setembro são os meses de pico de denúncias”, afirmou o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Júnior, reafirmando a necessidade de mobilização social para o problema.

A ação contou com a participação das equipes de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) e da Semmas, que distribuíram mudas e material informativo sobre a campanha de combate às queimadas tanto para pedestres quanto motoristas, orientando sobre como denunciar responsáveis por focos. “A cultura da queima ainda é muito forte na região, porém é importante alertar que além de multas pesadas, a pessoa que insiste nessa prática pode responder a processo na Justiça”, afirmou o secretário Antonio Nelson.

Moradores da Compensa e bairros adjacentes aprovaram a iniciativa. Antônia Selma Lourenço, 37, moradora da estrada do Tarumã, optou pelas espécies ornamentais. “Passei de carro e vi que havia essa mobilização contra as queimadas. Achei muito legal porque as pessoas precisam entender que queimar é crime, e ainda vou levar flores para meu jardim”, afirmou Antonia. Já Iraneide Socorro Silva, 60, levou para casa espécies frutíferas. “Amo abacate e graviola. Agora vou poder plantá-las no meu quintal”, afirmou ela, que é moradora do São Jorge.

 Movimentação

Já foram realizadas ações educativas na Estrada do Puraquequara, zona rural de Manaus, e na rotatória e na Feira do Produtor, no Jorge Teixeira, zona Leste. A ideia é levar a mobilização aos locais de maior movimentação, como terminais de ônibus, cruzamentos e rotatórias. O trabalho se estenderá até o mês de novembro. Em 2016, de janeiro a dezembro, foram registradas 425 denúncias de focos de queimadas. Já no ano seguinte, foram registrados 330 casos, uma redução de aproximadamente 25%.

Fotos: Marinho Ramos / Semcom

Disponíveis em:  https://flic.kr/s/aHskDQ7f1v