14/06/18 | 9:41 AM
Prefeitura de Manaus sensibiliza população em relação às árvores do Centro

Os trabalhos de manejo fitossanitário e sensibilização ambiental em favor das árvores do Centro de Manaus foram retomados nesta quarta-feira, 13/06, pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas). Equipes da Divisão de Educação Ambiental do órgão percorreram ruas e avenidas da área central da cidade para fazer a retirada de objetos pontiagudos e resíduos deixados nos troncos e bases das árvores centenárias existentes na região. No total, foram inspecionadas 30 árvores, das quais foram retirados 16 objetos pontiagudos. Paralelamente, a equipe realiza a sensibilização dos populares que passam e trabalham no local sobre os malefícios que este tipo de atitude causa às árvores.

Desde o início dos trabalhos de manejo fitossanitário da arborização do Centro, em 2017, já foram retirados 1.289 materiais pontiagudos e cortantes das árvores, entre eles pregos, arames, fios, tomadas etc), com um total de 328 indivíduos arbóreos inspecionados. O trabalho de sensibilização atingiu a mais de 250 pessoas que receberam material informativo e pararam para ouvir as orientações dos técnicos de Educação Ambiental. As ações continuarão no Centro, com o manejo de corte e poda, em parceria com a Eletrobrás Amazonas Energia, e de adubação complementar , por meio do Departamento de Arborização e Paisagismo da Semmas. O trabalho nesta quarta-feira se concentrou na avenida Eduardo Ribeiro, na Praça da Matriz e ruas adjacentes.

O trabalho terá continuidade em outras áreas do Centro, a exemplo das ruas Afonso Pena e Sete de Setembro. Nas primeiras ações, além de pregos, foram retirados também pneus, placas, correntes, cadeados e instalações elétricas. Algumas árvores tinham mais de dez pregos fincados para serem utilizados como “cabides”. Segundo o chefe da Divisão de Corte e Poda da Semmas, Wellington Auzier, a perfuração causada pelos pregos acaba se tornando porta de entrada para fungos e bactérias, que podem causar danos às árvores e acelerar sua morte.

A prática de perfurar as árvores, além de danosa para as plantas, pode ser enquadrada como crime ambiental de acordo com o Código Ambiental do Município (Lei 605/2001).

Fotos: Divulgação  / Semmas

Disponíveis em:

Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas)

3236-6684/98842-1243