03/09/19 | 2:03 PM
Preservação e turismo são destaque nas comemorações de aniversário da RDS do Tupé

A comunidade Julião, uma das seis que integram a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé, na zona rural da capital, encerrou neste domingo, 25/8, a programação do II Festival do Sauim, comemorando os 14 anos de criação da unidade de conservação e realizando uma atividade de roteiro em trilha acompanhada pelos participantes do curso de capacitação turística, oferecido aos moradores da RDS pela Prefeitura de Manaus.

O curso foi realizado pela Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), vinculada à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), em parceria com a Secretaria Municipal Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), gestora da reserva.

O potencial turístico da RDS foi um dos pontos principais abordados durante o roteiro. “A Prefeitura de Manaus tem feito um esforço muito grande para tentar tirar o sauim da extinção e é nas áreas rurais onde estão os grandes territórios que podem garantir que a espécie tenha continuidade. Acreditamos que esse esforço coletivo, mais a junção da comunidade podem reverter o processo de extinção do animal”, explicou o diretor de Mudanças Climáticas e Áreas Protegidas da Semmas, Marcio Bentes. Segundo ele,  as iniciativas do turismo de base comunitária devem partir dos próprios moradores da reserva.

Estratégia

A comunidade Julião é conhecida por abrigar grupos de sauins-de-coleira e realizar um festival em homenagem à espécie ajuda na estratégia de conectar o turismo de base comunitária à preservação.

“Estamos apostando que vai dar certo, porque o trabalho de gestão da reserva, feito pela Prefeitura de Manaus, por meio da Semmas, é importante mas precisa muito do engajamento das populações tradicionais”, afirmou Bentes.

A turismóloga Ruth Souza é responsável pelo desenvolvimento de um projeto de revitalização do roteiro Tukorin, que explora o potencial turístico da reserva do ponto de vista ambiental e da preservação da fauna e flora, reafirma a importância do resgate de um novo tipo de turismo. “Nossa intenção é tirar um pouco o foco da praia e trazer o visitante para dentro da comunidade, conhecer seus hábitos e costumes, além de trabalhar a questão ambiental”, afirmou Ruth.

O analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), do Maranhão, Marcelo Derzi Vidal, participou da capacitação como convidado e destacou a importância do conhecimento tradicional para os condutores nas trilhas. “É importante que todos tenham conhecimento acerca da fauna e flora do local e que as informações não fiquem concentradas apenas em uma pessoa”, observou.

Detalhes como kits de primeiros socorros, vestimentas e calçados adequados para caminhar na floresta e os cuidados a serem tomados ao se avistar animais na trilha foram abordados.  A programação foi encerrada com o corte do bolo de aniversário da RDS do Tupé, na sede da Associação dos Moradores da Comunidade Julião.

Criação

Visando a proteção ambiental da região do lago do Tupé, o poder Público Municipal, em 1990, declarou a praia do Tupé como Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie), conforme a Lei Orgânica do Município de Manaus (Loman). Ainda em 1990, pela Lei Municipal nº 321, assinada pelo então prefeito Arthur Virgílio Neto, toda a área hoje abrangida pela Reserva foi declarada como Unidade Ambiental do Tupé (UNA Tupé).

O reconhecimento como RDS veio em 2005, quando a área passou a integrar o grupo de Unidades de Conservação Municipais. A reserva abrange uma área de 11.973 hectares, e está localizada a 25 quilômetros de Manaus. É composta pelas comunidades Livramento, Julião, São João do Tupé, Agrovila, Colônia Central e Tatu.

A crescente atratividade turística do Tupé motivou a instalação de um grupo gerador com a finalidade de atender a demanda de energia do centro de atendimento ao turista na comunidade São João, por meio de uma parceria entre a Semmas e o Programa de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Socioambiental de Manaus (Prourbis). O gerador também promoveu melhorias sociais aos moradores. A comunidade São João do Tupé foi agraciada com a instalação de uma academia ao ar livre e iluminação a LED.

Foto – Divulgação / Semmas