11/04/11 | 3:46 PM
Segunda edição do Nosso Espaço Verde leva 111 visitantes ao Jardim Botânico Adolpho Ducke

O Projeto Nosso Espaço Verde, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, levou na manhã deste sábado (9) um total de 111 pessoas, entre alunos e idosos, das mais diversas localidades da cidade a conhecer o Jardim Botânico Adolpho Ducke, situado na Reserva Adolpho Ducke, na Cidade de Deus, Zona Leste. O jardim é uma das unidades de conservação mantidas pela Prefeitura de Manaus que está incluída na programação do projeto, que tem como finalidade realizar roteiros itinerantes, sempre no segundo sábado de cada mês, às unidades de conservação e aos parques urbanos administrados pelo município. Podem participar alunos das escolas municipais, comunitários atendidos pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da Prefeitura e grupos de funcionários de empresas interessadas. A cada edição um tema ambiental é trabalhado, com informações sobre como ajudar a preservar o meio ambiente. Esta edição contou com a participação de 44 alunos da Escola Municipal Geraldo Pinheiro, da Cachoeirinha. A gestora da escola, Cláudia Azulay, explica que conhecer uma reserva florestal é uma oportunidade ímpar na vida dos alunos.  “Eles estão encantados porque é a primeira vez que visitam o Jardim Botânico, estão radiantes com o verde, as árvores e as atividades, mas desde o início do percurso procuramos mostrar pra eles todos os pontos da cidade, os bairros por onde passamos e ensinamos a eles a importância do respeito à natureza. Todos observavam tudo atentamente”, afirmou. A Escola Municipal Geraldo Pinheiro fica situada no bairro da Cachoeirinha, com turmas de educação infantil e ensino fundamental. Os alunos que participaram desta edição são todos do Ensino Fundamental, com idades variando entre 9 e 10 anos. A outra escola participante – a de Ensino Fundamental República do México, do bairro Flores – participou com 28 alunos.

Um grupo de 39 idosos atendidos pela UBS do Manoa e pelo Centro de Convivência do Idoso Armando Mendes, do mesmo bairro, também participou desta edição do projeto. Eles puderam caminhar pelas trilhas interpretativas, onde tiveram contato direto com as árvores de grande porte típicas de florestas primárias, conheceram o orquidário, as coleções botânicas, o planetário e o Museu da Amazônia, pertencente ao Inpa.  Uma das participantes, a dona de casa Galeandra Devoniana de Menezes, 70, ficou emocionada com o passeio. “É tudo maravilhoso, aprendemos bastante junto com as crianças”, disse ela, que tem nome de orquídea. Saudosa, ela lembrou o pai, que era admirador da espécie, e deu nomes de orquídeas a cada uma das filhas.  A assistente social do Centro de Convivência, Luciana Ferreira, que acompanhava o grupo, ressaltou a importância do projeto como forma de inserção social dos idosos. “A maioria deles (idosos) são responsáveis pelas famílias e repassam para os filhos e netos o que vêem e aprendem durante essas atividades. Os roteiros ambientais ajudam também a modificar o pensamento de muitos deles, que ainda tem hábitos antigos como queimar lixo e folhas no quintal. A intenção é fazer com que eles também tenham consciência de que podem contribuir com a preservação do meio ambiente”, afirmou Luciana.

O projeto conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). O transporte dos alunos é feito nos ônibus da Semmas, com o acompanhamento de monitores. A próxima edição do projeto acontecerá no Parque dos Bilhares, no dia 14 de maio. Os roteiros itinerantes são feitos também ao Parque do Mindu, Refúgio da Vida Silvestre Sauim Castanheiras e Parque Nascentes do Mindu, todos administrados pela Prefeitura de Manaus.