22/02/11 | 10:04 AM
Semmas começa a cadastrar embarcações e agências de turismo que levam visitantes ao Tupé

Começa no próximo dia 1º de março o processo de cadastramento das embarcações e agências de turismo que fretam barcos para levar visitantes até a Praia do Tupé, na comunidade São João do Tupé, a 25 quilômetros de Manaus. O cadastro é o primeiro passo da implementação do Regulamento de Uso da Praia, realizado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), gestora da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé, onde está situada a praia.

Em reunião, realizada na manhã da última segunda-feira (21), na sede da Semmas, comunitários da RDS, representantes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Universidade Federal do Amazonas, além da Associação dos Barraqueiros da Praia, foram orientados sobre as novas regras e convocados a atuar em parceria com a Prefeitura de Manaus a fim de que o uso disciplinado da praia possa ser finalmente posto em prática.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Marcelo Dutra, informou aos presentes que o objetivo da prefeitura, além do ordenamento, é a implantação de uma estrutura física, em termos de flutuantes, para recebimento das voadeiras e embarcações, no local. “Logo que assumi, estive na Reserva do Tupé e lá coloquei para os comunitários que na nossa gestão, a prioridade seria para o ‘S’ da sustentabilidade e não existe sustentabilidade sem qualidade de vida, educação, produção e escoamento. E hoje temos pessoas na nossa equipe empenhadas nesse processo”, afirmou Marcelo Dutra.

O secretário lembrou também que o objetivo da gestão é levar para a reserva os servidores da secretaria. “Não adianta termos servidores do Tupé trabalhando aqui em Manaus. Estaremos levando também nossa fiscalização e nosso licenciamento para a reserva, visando a regularização do processo de instalação de trilhas, plantios de subsistência, interligação para escoamento, numa atuação mais efetiva no local”, explicou.

CADASTRO

A partir do cadastramento, as embarcações só poderão se dirigir ao Tupé mediante aviso prévio e autorização da Semmas.  No cadastro, haverá informações sobre horários, quantidade de viagens, média de passageiros transportados, horários de chegada e saída. Para se cadastrar, os proprietários de embarcações e membros da Associação dos Canoeiros da Marina do Davi terão que se dirigir à sede da Semmas e prestar as informações necessárias. Haverá um telefone (3236-8013) para o pré-agendamento das visitas, que deverá ser feito com 48 horas de antecedência.

Os permissionários aprovaram as mudanças, uma vez que poderão, com o pré-agendamento, se organizar para atender grupos de visitantes que escolham fazer o passeio até a Praia do Tupé num dia de semana, quando o fluxo de turistas é menor e a Praça de Alimentação não funcionava. O cadastramento será feito até o dia 15 de março, na Divisão de Áreas Protegidas, da Semmas, que fica na Avenida André Araújo, 1.500, no Aleixo. Além do cadastro, os proprietários de embarcações assinarão um termo de compromisso que informa as determinações do Regulamento de Uso da Praia do Tupé.

A chefe da Divisão de Áreas Protegidas da Semmas, Socorro Monteiro, orientou também as pessoas que fretam barcos para que só contratem o serviço de barqueiros cadastrados pela secretaria.