05/08/21 | 4:25 PM
Ação integrada da Prefeitura de Manaus leva ações ambientais para a zona Leste da cidade

Remoção de construções irregulares, replantio e doações de mudas de plantas e sensibilização para combater queimadas foram algumas das ações realizadas pela Prefeitura de Manaus, nesta quinta-feira, 5/8, no Corredor Ecológico do Mindu, bairro Novo Aleixo, zona Leste da capital amazonense.

Por orientação do prefeito David Almeida, as ações foram realizadas pelas secretarias municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e de Infraestrutura (Seminf), por meio da Unidade Executora de Projetos (UEP/Seminf).

 

De acordo com o secretário da Semmas, Antonio Ademir Stroski, essa ação no Corredor Ecológico do Mindu, onde fica localizado o parque Linear II, vem ocorrendo desde o início do ano. “É uma área extensa, que sofreu muito com ações irregulares como construções e descarte irregular de resíduos. Por isso, sempre estamos realizando trabalho de manutenção e dessa vez contamos com a parceria da Seminf”, destacou Stroski.

 

O diretor de arborização da Semmas, Deysvon Braga, informou que uma equipe da UEP/Seminf removeu várias construções irregulares, o que possibilitou o replantio de ao menos 50 mudas de plantas. “Como houve ocupação irregular no local, as pessoas depredaram cerca de cem mudas de plantas, que já estavam grandes. Mas graças ao apoio da UEP/Seminf vamos fazer o replantio novamente. Hoje foram 50 e amanhã vamos replantar ainda mais”, disse Deyvson.

 

Além do apoio na remoção das construções irregulares, a Unidade Executora de Projetos, com o caminhão-pipa da Seminf, deu suporte no serviço de regar as mudas durante a ação.

 

Doação

 

Em paralelo, outra equipe, da Semmas e da UEP/Seminf fez a doação de mudas de plantas arbóreas, frutíferas, medicinais e ornamentais. No total, segundo o órgão ambiental do município, foram doadas aproximadamente 400 mudas.

 

A equipe da Divisão de Educação Ambiental da Semmas também atuou no local, levando mensagens de conscientização de combate às queimadas.

 

“Tanto a zona Norte quanto a Leste têm altos índices de queimadas nesse período, principalmente por muitos ainda terem a prática de varrer seus quintais e tocar fogo. Isso é muito prejudicial a todos. Por isso, orientamos a melhor maneira de acondicionar os resíduos, para que na hora certa deixe na porta de suas casas, para que o caminhão coletor possa levá-los”, explicou o chefe da Educação Ambiental da Semmas, Raimundo Araújo.

 

— — —

Texto – Keynnes Breves / Semmas

Fotos – Divulgação / Semmas